Acessibilidade:

Tecnologias Ambientais para Usina Social - Mandū Inovação Social

Área Meio Ambiente
Valor R$ 446.352,00
Município Vitória, ES

Descrição do projeto:

O projeto Usina Social de Beneficiamento de PET é uma iniciativa da Vale para fomentar o beneficiamento de Pet em Vitória e região. A Mandú Inovação Social é o parceiro implementador, instituição com 18 anos de experiência, que está executando o Programa Reciclo.
O Programa Reciclo, além de estar acelerando 13 organizações de coleta seletiva que fazem parte da Reunes (Rede de Economia Solidária dos Catadores Unidos do Espírito Santo), é responsável pela implantação da Usina de Beneficiamento e todos os estudos de viabilidade. A fase atual é de elaboração dos projetos técnicos, orçamentos e a essencial captação de cofinanciadores.
Com esse formulário, manifestamos o interesse de todos os envolvidos para que o Deputado Felipe Rigoni faça parte, doando os sistemas de tecnologias ambientais da Usina Social. Apresentamos a seguir o projeto como um todo mas, caso seja do interesse, podemos ajustar os itens solicitados e o formato dessa parceria.
O objetivo maior é fortalecer a gestão de resíduos sólidos da Grande Vitória e ao longo EFVM, fomentando o beneficiamento e comercialização coletiva dos materiais recicláveis e contribuir para o incremento de renda de 13 associações de catadores por agregar valor aos materiais recicláveis como o pet.
As Associações serão fornecedores do PET que será beneficiado gerando os produtos Pet Flake e Pet Micronizado. A demanda por esses insumos é crescente no mercado pois oferece diversas aplicações, reduzindo custos com matéria-prima e reduzindo a poluição ambiental.
As 13 associações que compõem a REUNES estão distribuídas entre os municípios de Serra, Cariacica, Vitória, Viana, Vila Velha e Guarapari. Todos localizados na região denominada como Grande Vitória. Possui aproximadamente 194 famílias divididas entre as organizações participantes, sendo 92 homens e 101 mulheres catadoras chefes de família.
Um dos principais objetivos da REUNES é melhorar a qualidade de vida dos associados através da geração de renda e contribuir com o meio ambiente, trazendo projetos inovadores, sustentáveis e de grande impacto econômico para o Espírito Santo.
Ao todo, mais de 500 pessoas são impactadas positivamente pelo trabalho conjunto das 13 associações e mais de 200 postos de trabalho diretos e indiretos são gerados por elas na região da Grande Vitória. Cabe ressaltar que 10, das 13 associações, são presididas por mulheres.

 

Metas: 

O Estudo de Viabilidade Econômica realizado indica o seguinte cenário de impacto com a implantação da Usina:
> Reciclagem mensal de 15 a 30 toneladas de PET;
> Troca de materiais como papel por PET podem aumentar 92% do faturamento das associações;
> 166 novos pontos de coleta seletiva implantados nos municípios participantes para aumento de pet;
> Reciclagem anual de 180 a 360 toneladas de PET;
> O beneficiamento de PET, possibilita uma valorização de 11,65% do valor comercializado, viabilizando o aumento da renda dos catadores;
> +500 pessoas impactadas positivamente direta e indiretamente;
Garantia de renda de R$1.500 para catadores envolvidos na operação da Usina;
10 catadores especializados para linha de produção da Usina;
Apoio direto à 13 associações;
> 100.000 pessoas impactadas com novos pontos de coleta seletiva.

Além do exposto, o sistema de energia solar gerará economia para a Usina, qualidade de vida para o cidadão e avanços ambientais significativos. Os dados a seguir comprovam isso:
> Economia de R$ 43.181,43/ano e R$ 3.598,45/mês na conta de energia;
> 2.875,92 árvores salvas;
> 186,48 anos de um carro fora de circulação;
> 402,79 toneladas de CO2 não emitidos.

A REUNES é a primeira usina de beneficiamento de pet gerida por catadores em operação no estado do Espírito Santo.

 

Resultados esperados:

Os resultados esperados oriundos da implementação da usina de beneficiamento versa sobre seguintes pontos:
> Diminuição do impacto ambiental negativo causado pelo descarte das embalagens, sobretudo as de plástico
> Geração e manutenção de postos de trabalho com o fortalecimento das associações de catadores
> Consolidação de uma rede para viabilizar a comercialização coletiva
Fomento ao empreendedorismo feminino, já que 10 das 13 associações que compõem a REUNES é presidida por mulheres.
> Economia do recurso público com a diminuição de resíduos chegando aos aterros sanitários
> Dinamização das políticas públicas de gestão de resíduos sólidos

 

Beneficiários: 

As 13 Associações que compõem a Reune estão distribuídas entre os municípios de Serra, Cariacica, Vitória, Viana, Vila Velha e Guarapari – todas localizadas na região denominada como Grande Vitória.
Possui mais de 200 catadores distribuídos(as) entre as organizações participantes, sendo cerca de metade, mulheres catadoras chefes de família.
Seus dados gerais estão descritos a seguir:

> ABRASOL, localizada em Serra, total de 12 catadores e média de 535 kg de média mensal de coleta PET
> RECUPERLIXO, localizada em Serra, total de 16 catadores e 508 kg de média mensal de coleta PET
> ACAMARP, localizada em Cariacica, total de 21 catadores e 959 kg de média mensal de coleta PET
> AMARVILA, localiza em Serra, total de 9 catadores
> AMARIV, localizada em Vitória, total de 25 catadores e 1334 kg de média mensal de coleta PET
> ASSCOR, localizada em Colatina, total de 33 catadores e 11559 kg de média mensal de coleta PET
> ASSCAMARG, localizada em Guarapari, total de 11 catadores e 591 kg de média mensal de coleta PET
> ASCAMARE, localizada em Vitória, total de 22 catadores e 4489 kg de média mensal de coleta PET
> FLEXVIDA, localizada em Cariacica, total de 9 catadores e 280 kg de média mensal de coleta PET
> ASCAMAVI, localizada em Viana, total de 11 catadores e 300 kg de média mensal de coleta PET
> REVIVE, localizada em Vila Velha, total de 13 catadores e 885 kg de média mensal de coleta PET
> RECICLA CAPIXABA, localizada em Vitória, total de 18 catadores e 993 kg de média mensal de coleta PET
> AMARV, localizada em Vitória, total de 15 catadores e 1412 kg de média mensal de coleta PET

Atualmente as associações possuem faturamentos muito desiguais e oscilantes, mas todas possuem grande potencial de aumento do faturamento.