Acessibilidade:

Rede Capixaba de Feiras de Ciências - Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes)

Área Educação
Valor R$ 214.933,33
Município São Mateus, ES

Descrição do Projeto: 

Objetivo Geral:
(Re)estruturar 6 feiras de ciências no Espírito Santo que integram o início da construção da Rede Capixaba de Ciências do Espírito Santo.
Objetivos específicos:
1. Apoiar a consolidação da Rede Capixaba de Feiras de Ciências através do fomento de feiras de ciências que estão sendo (re)estruturadas através do Programa de Formação de Gestores de Feiras Científicas.
2. Oportunizar a exposição e a difusão da produção científica de alunos do ensino básico de 30 municípios capixabas.
3. Promover 1 feira estadual, a mostra de projetos da Fecinc 2023, com ações estruturadas para valorizar a criatividade e o protagonismo dos alunos do ensino básico para que conduzam projetos de ciências e engenharia em escolas de todo o estado do Espírito Santo.
4. Realizar 2 feiras municipais, com ações estruturadas para valorizar a criatividade e o protagonismo dos alunos do ensino básico para que conduzam projetos de ciências e engenharia em escolas dos municípios sede que contam com cidades localizadas no sul e norte do Estado (Piúma e São Mateus).
5. Realizar 3 feiras escolares, com ações estruturadas para valorizar a criatividade e o protagonismo dos alunos do ensino básico para que conduzam projetos de ciências e engenharia nas escolas sede das feiras..
6. Promover 6 feiras de ciências abertas ao público para que a população em geral tenha acesso a projetos de ciências e engenharia que permitam vislumbrar a aplicabilidade no cotidiano;
7. Fortalecer a integração escola-academia, aproximando as instituições de ensino básico às instituições de ensino superior, pesquisadores e alunos.
 

Metas:

1. Contratação de suporte administrativo.
2. Estruturação da Equipe Executora.
3. Realização da mostra estadual de projetos da Fecinc.
4. Realização de uma feira municipal com sede no CEEFMTI Marita Motta Santos (São Mateus)
5. Realização de uma feira municipal com sede no Ifes - Campus Piúma, em Piúma.
6. Realização de uma feira escolar com sede CEEFMTI Manoel Duarte da Cunha, em Pedro Canário.
7. Realização de uma feira escolar com sede na EEEFM Wallace Castelo Dutra, em São Mateus.
8. Realização de uma feira escolar com sede na EEEFM Santo Antônio, em São Mateus.
9. Monitoramento e suporte aos projetos de feiras de ciências.

Resultados Esperados:

1. Realização de uma feira de ciências de abrangência estadual.
2. Realização de 2 feiras de ciências de abrangência municipal.
3. Realização de 3 feiras de ciências de abrangência escolar.
4. (Re)estruturação de 5 feiras de ciências capazes de prover jovens talentos para ciência e tecnologia para novas oportunidades de aprendizado científico.
5. Consolidação da Rede Capixaba de Feiras de Ciências e promoção de colaboração e difusão de boas práticas para mostras e feiras de ciências nas escolas capixabas.
6. Apresentação de mais de 200 projetos de ciência e tecnologia protagonizados por alunos do ensino básico.
7. Impacto direto em alunos de pelo menos 30 municípios capixabas que terão oportunidade de apresentar seus projetos nas 6 feiras de ciências realizadas por esse projeto.
8. Envolvimento de mais de 4 mil alunos das escolas sede das feiras de ciências a serem realizadas.
9. Envolvimento de mais de 200 professores das escolas sede das feiras de ciências a serem realizadas.
10. Visitação pública de mais de 5,5 mil pessoas nas 6 feiras de ciências realizadas por esse projeto.
11. Visualização virtual de mais de 1.000 alunos nas apresentações síncronas de projetos na Fecinc Virtual.
12. Promoção e premiação de pelo menos 10 projetos protagonizados por alunos para que participem de feiras nacionais e internacionais.
13. Envolvimento de mais de 80 profissionais da educação provenientes de universidades, instituições de pesquisa e empresas de tecnologia no processo de avaliação e estímulo ao projetos apresentados pelos alunos.

Beneficiários:

[Impactados diretamente] - Alunos (~4400) e professores (~270) das escolas sede das 6 feiras de ciências que serão realizadas:
1. CEEFMTI Manoel Duarte da Cunha (Pedro Canário)
2. CEEFMTI Marita Motta Santos (São Mateus)
3. CEEFMTI Marita Motta Santos (São Mateus)
4. EEEFM Santo Antônio (São Mateus)
5. EEEFM Wallace Castello Dutra (São Mateus)
6. Ifes - Campus São Mateus (São Mateus)
7. Ifes - Campus Piúma (Piúma)
[Impactados diretamente] Por ser uma feira de porte estadual, a mostra de projetos da Fecinc pode acontecer em qualquer cidade do estado e estamos buscando meios para que a mesma se torne itinerante. Em 2023, temos a expectativa que a Fecinc aconteça na cidade de Vitória. Então, serão impactados populares (visitantes das feiras) de até 4 municípios: Vitória, São Mateus, Pedro Canário e Piúma. Estimamos uma visitação total de 5,5 mil pessoas levando em conta que: a Fecinc normalmente recebe pouco mais de 2 mil visitantes em suas mostras públicas; as feiras municipais recebam cerca de mil visitantes cada; as feiras municipais recebam cerca de 500 visitantes cada.
[Impactados diretamente] Possibilitando a interação de alunos com avaliadores de outras cidades, estados e países, a Fecinc realizará uma mostra síncrona e virtual de projetos. Esperamos que mais de 1.000 alunos participem assistindo a mostra.
[Impactados diretamente] Considerando que cada projeto tem em média 2 alunos autores e um orientador, com a apresentação de 200 projetos, estimamos impactar diretamente 400 alunos autores de projetos e cerca de 200 professores que poderão participar apresentando projetos provenientes de quaisquer escolas do Espírito Santo.
[Impactados indiretamente] A cada ano o número de escolas participantes da Fecinc aumenta, como também aumenta o número de projetos de escolas que já participaram. Esse é um movimento que acontece porque alunos que apresentaram seus projetos voltam a suas escolas, contam sobre a experiência de participar de um evento bem elaborado e estimulam outros alunos a interagirem com a Fecinc, seja pela apresentação de projetos nos anos seguintes, seja pela interação nas redes sociais do evento. Considerando a expectativa de atingir 30 municípios capixabas e mais de 30 escolas, acreditamos que todas as ações desse projeto possam promover algum tipo de engajamento em mais de 10.000 alunos que não participaram dos eventos presenciais abertos ao público.
[Impactados indiretamente] Nossa experiência mostra que muitos visitantes de feiras de ciências estruturadas como para esse projeto acabam tomando posturas mais positivas em relação à ciência e possivelmente não se deixando levar pela desinformação de grupos como os antivacinas, os terraplanistas e outros negacionistas da ciência. Por isso acreditamos que possa existir um impacto indireto de pessoas que ouvirão defesas em prol da ciência e tecnologia por parte de visitantes das feiras de ciências.