Acessibilidade:

Pertencimento e identidade: A importância da organização e conforto do ambiente físico em instituições de acolhimento - Centro de Apoio Social Aliança

Área Assistência Social
Valor R$ 102.029,07
Município Iúna, ES

Descrição do Projeto: 

• Adquirir eletroeletrônicos e mobília para a Instituição de acolhimento para Crianças e Adolescentes e Jovens e Adultos com Deficiência, intitulada por Centro de Apoio Social Aliança;
• Promover aos usuários a garantia de uma moradia digna e confortável, conforme preconiza uma das seguranças afiançadas pelo SUAS;
• Favorecer a construção e formação da identidade e sentimento de pertencimento, promovendo maior qualidade de vida, bem estar, privacidade e auto estima dos usuários.

Metas: 

Almejamos com execução do projeto, favorecer a autoestima, ofertando a eles um ambiente acolhedor e receptivo que se identifique como Lar, promovendo sentimentos de bem estar e prazer.
A instituição não possui mobiliários suficientes que atendam os usuários. Dessa forma, não possuímos recursos físicos que ofereçam aos acolhidos privacidade e conforto. Na oportunidade, reforçamos que nossas mobílias são antigas e em sua maioria são produtos doados pela comunidade.
Por ser uma instituição que presta serviços a diferentes municípios (Iúna, Irupi e Ibitirama) e pelo trabalho desenvolvido, ela possui ampla visibilidade pela comunidade e com o desenvolvimento do projeto teremos condições de qualificar a oferta de nossos serviços.

Resultados Esperados: 

Para além de um ambiente acolhedor, que favoreça a qualidade de vida, objetivamos proporcionar aos acolhidos, um espaço que promova estimulação e interação, favorecendo o desenvolvimento da autonomia, fortalecendo os laços familiares e comunitários.
Os impactos esperados com a contemplação do projeto visam permitir aos acolhidos o acesso aos direitos que a eles são resguardados, proporcionando uma moradia que ofereça maior qualidade de vida, conforto e privacidade, contribuindo para o desenvolvimento da autoconfiança e do sentimento de pertencimento.

Beneficiários: 

A contemplação do projeto beneficiaria diretamente os acolhidos, que são as Crianças e Adolescentes em medidas protetivas por determinação judicial, em decorrência de violação de direitos (abandono, negligência, violência) ou pela impossibilidade de cuidado e proteção de as famílias (dos municípios de Iúna, Irupi e Ibitirama), e os Jovens e Adultos com deficiência, em situação de dependência que não disponham de condições de autosustentabilidade ou de retaguarda familiar (dos municípios de Iúna e Irupi). Dessa forma, atenderão diretamente a média de 30 usuários (este número pode variar conforme acolhimentos realizados).
De forma indireta, beneficiaria os familiares dos usuários, os funcionários da instituição (por meio dos recursos discriminados no projeto, ofertar maior qualidade nos serviços prestados aos acolhidos) e a comunidade de forma geral, que periodicamente realiza visitas a Instituição.