Acessibilidade:

CEET TALMO + ACESSÍVEL - Centro Estadual de Educação Técnica Talmo luiz Silva

Área Educação
Valor R$ 366.857,00
Município João Neiva, ES

Descrição do Projeto: 

1° Compra e instalação de um elevador, com capacidade de, no mínimo, 275 kg para pessoas com deficiência de locomoção afim facilitar o acesso aos laboratórios dos cursos técnicos ofertados aqui, e construção de um auditório com capacidade para 150 pessoas que atenda as normas vigentes sobre acessibilidade de PCD’s.
A instalação do elevador permitirá que pessoas com algum tipo de dificuldades de locomoção possa acessar ambientes específicos e de extrema importância para formação profissional de qualidade como:
Auditório;
Laboratórios de informática;
Laboratórios do curso de estética;
Laboratórios do curso de segurança do trabalho;
Laboratório do curso de automação industrial;
Salas de aulas.
2° construção de galpão anexo ao prédio principal no andar térreo, com 125 m2 de área construída e dois banheiros adaptados para PCD, com capacidade de 150 pessoas.
A construção de um auditório beneficiará a todos os estudantes da instituição, além de tornar a instituição mais inclusiva permitindo realizar ações, como palestras, formaturas, e outras atividades que enriqueceram a todos os futuros alunos da instituição, além de permitir a ampliação na oferta de turmas no turno da noite, que hoje são limitadas por falta de salas, pois o antigo auditório será transformado em duas salas de aulas.
A implementação de tais ações aqui solicitadas tem como foco principal oferecer um ambiente com uma infraestrutura adequada e agradável para receber a todos fazendo com que se sintam incluídos e assim, consequentemente se tornem mais motivados a se capacitarem para o mercado de trabalho.

Metas:

- Ofertar um ambiente adequado fisicamente para receber pessoas com alguma dificuldade de locomoção.
- Receber novos alunos com deficiências de locomoção.
- Incentivar a profissionalização de adolescentes e jovens portadores de deficiências das cidades de João Neiva, Aracruz, Ibiraçu e Fundão e consequentemente se inserirem no mercado de trabalho.
-Aumentar o número máximo de alunos atendidos no turno noturno de 180 para 120, a partir do uso do antigo auditório que será transformado em duas salas de aula.
- A partir das ações implementadas, realizar projetos que apresentem aos alunos PCD’s das escolas de ensino médio da cidade de João Neiva e dos municípios vizinhos como a educação profissional poderá contribuir para sua inserção no mercado de trabalho.

Resultados Esperados:

A instalação do elevador e a construção de um novo auditório com banheiro adaptado beneficiará principalmente aos alunos, a comunidade de João Neiva que poderão utilizar de espaço apropriado (auditório) para realização de atividades de relevância social.
Atrairá alunos novos, elevando as perspectivas, permitindo a todos os discentes praticarem atividades laborais inclusivas, fortalecendo a conscientização de todos.
Mas o principal resultado que este projeto poderá alcançar é possibilitar que pessoas portadoras de alguma deficiência se qualifiquem e consigam entrar no mercado de trabalho por intermédio de alguns dos cursos ofertados no CEET Talmo.

Beneficiários:

O público alvo são adolescentes, jovens e adultos portadores, ou não, de deficiência de locomoção que desejam concluir um curso técnico e se inserirem no mercado de trabalho.
Atualmente temos cerca de 400 alunos matriculados nos cursos técnicos e profissionalizantes que serão beneficiados com a utilização de um ambiente adequado para realização de palestras, apresentações, formaturas, entre outras atividades que demandam deste espaço.
As escolas de ensino médio de João Neiva e das cidades vizinhas serão visitadas a fim de demonstrar a importância da formação técnica para PCD’s que desejam se inserir no mercado de trabalho ou se incluírem na sociedade, e assim demonstrar que a instituição está de portas abertas para recebe-los.
Com a implementação deste busca-se incrementar a quantidade de alunos portadores de deficiência de locomoção na instituição. Atualmente a instituição atende a 5 alunos com deficiência, como Síndrome de Down e dificuldade de locomoção.